Pessoas diabéticas podem fazer uso de suplementos?

Diabetes e suplementação

O artigo a seguir tem caráter informativo e não prescritivo. Consulte um profissional da saúde para saber o que é mais apropriado para o seu organismo.

Mas afinal, o que é o diabetes?

O diabetes é uma doença decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos, causando a elevação da glicose (açúcar) no sangue. O diabetes acontece porque o pâncreas não é capaz de produzir o hormônio insulina em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo, ou porque este hormônio não é capaz de agir de maneira adequada (resistência à insulina). A insulina promove a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Quem é diabético pode fazer uso de suplementos?

As recomendações são simples, mas os diabéticos precisam ter atenção e evitar os chamados carboidratos simples, os quais provocam um aumento brusco da glicose.

Os suplementos, maltodextrinas, dextrose e produtos do tipo, devem ser evitados. A refeição pré-treino, a qual é carboidrato de absorção rápido, também sofre alterações em relação ao que é geralmente recomendado, pois pode acarretar em hipoglicemia. Outra informação bem relevante é quanto a quantidade de água a ser ingerida, o diabético precisa ingerir muita água pré, durante e pós treino.

Quanto aos isotônicos, eles possuem alta taxa de carboidratos e podem aumentar drasticamente os picos de insulina.

CUIDADO COM A PROTEÍNAS

Os diabéticos tem mais propensão em desenvolver doenças renais, então a quantidade de proteína deve ser dosada conforme recomendação nutricional.

Quais as reações dos suplementos no diabéticos:

WHEY PROTEIN

A proteína do soro de leite (whey protein) é importante para o anabolismo, onde seu corpo constrói tecido muscular. Recentemente, pesquisadores descobriram que o whey protein ajuda a reduzir a quantidade de açúcar no sangue. Já se sabia que o suplemento exercia ação benéfica em relação à proteção contra úlceras, melhora do sistema imune e diminuição da pressão sanguínea (além do aumento da musculatura).

ÔMEGA  3

Aumenta os níveis do hormônio adiponectina, que está relacionado com a sensibilidade à insulina. Altos níveis desse hormônio no sangue também têm sido associados a um menor risco de doença cardíaca. Ômega 3 é um suplemento à base de óleo de peixe, que reduz os riscos de doenças cardiovasculares, diminui os níveis séricos de triglicerídeos e tem efeito anti-inflamatório.

LEUCINA 

Considerado um fármaco-nutriente promissor na prevenção e tratamento de situações clínicas de diabetes tipo 2, além de suas aplicações esportivas. A leucina é considerada um estimulador da secreção de insulina, aumentando sua liberação de duas a quatro vezes após a ingestão de quantidades relativamente pequenas. Dados sugerem que a suplementação de leucina protege contra os efeitos prejudiciais de uma dieta rica em gordura, apoiando a hipótese da leucina como um fármaco-nutriente promissor na prevenção e tratamento de doenças metabólicas crônicas.

GLUTAMINA 

Um estudo recente da Universidade de Rochester demonstrou a importância da glutamina como reguladora da gluconeogétiese. A conversão da glutamina em glucose acontece sem nenhuma alteração da insulina. A glucose pode contribuir como fonte de energia, podendo também ajudar a preservar massa muscular. Então, a conversão de glutamina em glucose não resulta num aumento dos níveis de insulina.

Consulte um profissional.


There is no ads to display, Please add some